EXPLORE O JALAPÃO COM A JALAPÃO EXTREMO ECOTUR

Compartilhe!

Difícil falar do jalapão. A experiência é extremamente intensa e totalmente diversificada. A cada atração diferente, a cada segundo, hora, dia, há emoções novas. Sem falar nas pessoas que se estabeleceram próximo a uma das mais belas regiões do Brasil, e dela, tiram seus sustentos.
 
O Jalapão está muito distante de ter um turismo realmente bem organizado. Minha melhor referência em relação à organização turística no Brasil é, sem dúvida, Bonito-MS, onde tudo funciona e todos os players (agências, atrativos, governo) trabalham em sintonia. Mas, o PEJ (Parque Estadual do Jalapão) tem a sorte de ainda ter pessoas empenhadas que querem o melhor para o parque. Pessoas que trabalham intensamente para que consigam fazer suas vidas com o turismo, sem que isso signifique o descuido do parque.
 
E a pessoa que mais se destacou em nossa viagem foi o Alex. Energético, sonhador e com um grande coração, ele é o proprietário e responsável por toda a operação da agência de turismo Jalapão Extremo Ecotur. Logo de início, mostra que conhece como poucos a região, o perfil dos turistas que passam por lá e qual a melhor maneira para se planejar para esta viagem.
 

“A maioria das pessoas compra a passagem de avião primeiro, para depois ir atrás de agências. Eu recomendo que seja o contrário, pois a demanda é muito grande e às vezes simplesmente não há como atender aos turistas, principalmente nos feriados. Se programe, feche com antecedência junto a uma agência e depois compre sua passagem. Para conhecer o Jalapão, o ideal é que seja durante um feriado, ao menos quatro dias.”

 
Alex fez questão de nos receber no aeroporto de Palmas-TO e de lá já embarcamos nesta grande aventura, a bordo da Maria Clara, seu carro de estimação, nomeado em homenagem à sua filha: um lindo Troller T4 amarelo!
 

“Este aqui era meu sonho faz tempo”

diz, orgulhoso.
 

 
Do aeroporto, embarcamos em uma viagem de quatro dias, totalmente desconectados do mundo digital e de tudo o que conhecemos! Foi então que uma janela se abriu para um universo paralelo. Pareceu mais uma fenda no espaço e tempo que nos transportou milhares de quilômetros pelas mais diversas paisagens. Ora a emoção tomava conta devido ao cerrado, às florestas, às dunas, ora devido aos deslumbrantes fervedouros, que pareciam mais cenários de um filme de indiana Jones, representando a fonte da juventude!
 

Não há mais asfalto, ruas, estradas, apenas caminhos sinuosos que se ramificam como rios por todo o Jalapão. Terra, areia, lama! A cada momento, o desafio era diferente. Carro comum não passa por lá, tem que ser mesmo um 4×4. E obviamente escolhemos pelo “com emoção”! O rally entre uma atração e outra foi um dos pontos altos da viagem. A aventura aumentou com a habilidade de Alex em conduzir a Maria Clara.
 


 
Mecânico de origem, Alex cuida como filhos de todos os seus carros. Ele mesmo quem faz toda a manutenção e garante que sua principal ferramenta de trabalho esteja funcionando perfeitamente. Há quatro anos que é assim, quando decidiu se dedicar ao turismo. Mas viveu muitas emoções antes de chegar a ter sua própria agência de turismo.
 
Original de Goianésia e criado em Niquelândia, Goiás, foi a Tocantins pelo acaso da vida. Em uma tentativa de ampliar o trabalho da oficina em que estava, buscou em Palmas uma condição melhor para ele e sua mulher. Seu início não foi fácil, mas aos poucos superou os desafios impostos pela vida e conseguiu recursos até chegar a abrir sua própria sanduicheria. Em paralelo, apostou no futuro do turismo na região e criou a Jalapão Extremo Ecotur.
 
Há um ano, decidiu focar apenas na agência e abriu mão de suas sanduicherias. “Busquei qualidade de vida”, disse Alex, que já estava sobrecarregado em sua rotina conciliando duas empresas. Eis que Simone, sua esposa, passou a ajudá-lo na agência e assumiu o atendimento aos clientes.
 

“Ela trabalha e eu me divirto”

brinca Alex.
 
Como forma de se aprimorar ainda mais na informação sobre o parque, Simone nos acompanhou nesta grande aventura, em sua segunda vez no Jalapão. “Tenho sorte, algumas esposas nunca vieram para o jalapão, por que a rotina deles é muito intensa”. Com o conhecimento adquirido durante a viagem, Simone conseguirá atender ainda melhor os clientes, o qual é uma das prioridades do casal.
 
Por isso, o grande diferencial adotado pela Jalapão Extremo é a qualidade e agilidade no atendimento. “Atendemos 24hs por dia. Às vezes os clientes ficam surpresos, pois mandam uma mensagem de madrugada e acham que não vamos responder”. Por isso, envie suas dúvidas para jalapao@hotmail.com e tenha a certeza de que será respondido em pouco tempo.
 
Fica claro desde o início que Alex tem uma visão diferenciada sobre o turismo no PEJ. Chegou até a iniciar um movimento para criar uma associação para reunir os principais players do turismo na região. O nome do projeto se chamaria REAJA – Rede de Empresários que Atuam no Jalapão. Mas, infelizmente, ainda não deu certo, devido a um pensamento arcaico que ainda está presente na maioria. Tudo o que este movimento busca é profissionalizar o turismo na região e fazer o máximo para proteger todas as suas belezas. Profissionalismo este que Alex demonstra a cada minuto pela Jalapão Extremo, desde o primeiro contato.
 

“Gosto de falar por telefone. Às vezes me mandam e-mail e eu respondo apenas pedindo o telefone. Em seguida ligo, para que consiga entender bem quais as expectativas dos clientes e propor a melhor solução”.

 
Graças a este profissionalismo, que Alex é muito respeitado por todas as comunidades que passa. Seu papel, como agência de turismo no PEJ, é justamente o de fazer a ponte entre pessoas, entre os locais e os turistas. Por onde passa, ele é reconhecido, agradecido e respeitado.
 
A experiência desta aventura de quatro dias pelo Jalapão, ao lado de Alex e sua esposa, foi realmente inesquecível. A energia, alegria e comprometimento do casal são realmente inspiradores. Nos levaram a um universo de belezas irretocáveis, da maneira mais agradável possível. A começar pelo roteiro impecável que traçou, passando pelos deslumbrantes cenários criados pela natureza, os pores do sol de tirar o fôlego que nos acompanharam em todo o caminho e por todas as pessoas extremamente interessantes que lá conhecemos.
 


 
Se me perguntarem se vale a pena ir para o Jalapão, não terei a menor dúvida. Apenas direi: mande um e-mail para jalapao@hotmail.com ou ligue no (63) 3322-7990 / (63) 9968-1166 e fale com o Alex ou a Simone.

Se você gostou deste post deixe o seu comentário ou assine o RSS feed para receber as próximas matérias em seu feed.
Guilherme Merlino

Guilherme Merlino

guimerlino@gmail.com

Quero compartilhar os aprendizados das realidades culturais que encontrar em minhas experiências pelo mundo Vivenciar as culturas locais de forma respeitosa, com gentileza e delicadeza, e acima de tudo: viver para viajar, viajar para viver.

1 Comment

  • Ana Lúcia Merlino

    Responder

    Que lugar lindo! Contado assim, desta maneira informal, mas com tanta informação importante!

    Fiquei com muita vontade de fazer esta viagem!

    Parabéns pelas fotos! Lindas

    Ana Lúcia

    maio 14, 2015 at 3:16 pm

Post a Comment