A Atlântida Chinesa: conheça a história desta incrível cidade inundada

Compartilhe!

Um gigantesco continente, no meio do oceano Atlântico, em frente às Portas de Hércules, que fechavam o mar Mediterrâneo, onde atualmente se localiza o estreito de Gibraltar. Calma, ainda não ficamos completamente loucos! Isto, na verdade, é o que os antigos mitos dizem que estava localizada a cidade de Atlântida. Composta por cenários paradisíacos, a cidade supostamente foi engolida pelo mar e se perdeu para sempre. Foi inspiração para muitos filmes, séries e até buscas arqueológicas. Mas nada tirou o status de “lenda” da história.
 
A localização está longe de ser sequer parecida, mas uma antiga cidade na China teve um destino similar à lendária cidade de Atlântida. A cidade de Shicheng, datada do ano de 20 D.C., foi submersa pelo lago Qiandao, em 1959, quando foi criado a hidrelétrica do rio Qiantang. Na época, cerca de 290 mil pessoas que moravam na cidade tiveram que ser realocadas por causa da construção, deixando para trás a cidade que abrigara seus antepassados por mais de 1.300 anos.
 
A reserva planejada para a criação do lago, feito totalmente pelo homem, definiu uma área de inundação de tudo o que tivesse abaixo de 108 metros de altura. Isso fez com que a cidade de Shicheng, também conhecida como cidade do leão (em tradução livre), que ficava no pé da montanha Wu Shi (montanha dos cinco leões), ficasse cerca de 30 metros debaixo d’água.
 


 
O lago, que ocupa uma área de 573km², se tornou um ponto turístico, devido à incrível beleza das mais de 1.000 ilhas e ilhotas, todas formadas pelo homem, e à água azul cristalina e, por muitas vezes, bebível. A água é utilizada pela marca Nongfu Spring, engarrafadora de água mineral da região.
 
Seja por qual motivo o governo Chinês tenha optado por criar a hidroelétrica Xin’na e, consequentemente, alagar a região, o que restou de tudo isso foi um espetáculo mesclando a capacidade humana e a força da natureza.

Se você gostou deste post deixe o seu comentário ou assine o RSS feed para receber as próximas matérias em seu feed.
Guilherme Merlino

Guilherme Merlino

guimerlino@gmail.com

Quero compartilhar os aprendizados das realidades culturais que encontrar em minhas experiências pelo mundo Vivenciar as culturas locais de forma respeitosa, com gentileza e delicadeza, e acima de tudo: viver para viajar, viajar para viver.

No Comments

Post a Comment